quinta-feira, 26 de março de 2009

ELE NÃO ESTÁ A FIM


Geralmente nas partidas de futebol, temos que aguentar 90 minutos e nesse tempo, a gente vê em metade disso os gols, jogadas incríveis, viradas e emoções. No restante é bola fora, erro, troca de passes sem objetivo e etc.
Digo o mesmo desse filme que começa promissor e depois fica jogando no meio campo, arrastado, longo. De repente, um gol, uma cena boa, uma tirada fantástica e depois bola para lá, bola para cá.
Certamente vai garantir um bom público, pois ele fala de muitas coisas simples e comuns e tragicamente engraçadas!
Como um filme que fala sobre coisas do coração eu o vi como um ELETROCARDIOGRAMA, como uma pesquisa eleitoral onde o candidado as vezes está lá em baixo, outras lá em cima, ou como o meu Grêmio.
Até gostei, porém...
Ele seria perfeito se tivesse uma hora! Bom se tivesse uma hora e trinta! Mas com duas horas tendo direito ao famoso final Hollywoodiano com toque de final de novela da globo, pro meu gosto é complicado!
Assista e dê sua opinião

Nenhum comentário:

Postar um comentário