quarta-feira, 7 de julho de 2010

Paulo e Estevão, ano XV


No início de 1995 quando eu estava engatinhando na doutrina espírita, tomei conhecimento deste livro. Um dos best sellers de Chico Xavier, a história de Saulo (Paulo) de Tarso o apóstolo dos gentios e de Estevão, o primeiro mártir do Cristianismo. Livro ditado pelo espírito guia Emmanuel.
Enlouqueci com a história e de imediato a visualizei no palco. Lembro da primeira versão da minha adaptação que fiz na agenda do mesmo ano.
De 1995 para cá, PAULO E ESTEVÃO transformou-se na minha PAIXÃO DE CRISTO, ou seja, anualmente reuno meus alunos e atores amigos convidados para uma pequena temporada.
Adaptar um livro consagrado de quase setecentas páginas não é tarefa fácil, mas fui feliz tanto na versão co-escrita com Paulo Bocca nos anos noventa, quanto na nova nova, que escrevi sozinho no início dos anos 2000. Ambas receberam elogios da FEB (FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA) Detentora dos direitos autorais da obra.
Há dois meses atrás tive a licença renovada para encenar a obra e assim a farei sempre com muito amor, carinho e respeito pelo trabalho literário do maior médium do mundo.
A peça será novamente produzida pelo Grupo Teatral Perseverança (Que orgulhosamente fundei há 17 anos) e tem como objetivo somente a CARIDADE.

Em breve mais notícias sobre a pequena temporada 2010!

Nenhum comentário:

Postar um comentário