segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Badoo..Eca!


O facebook andou fazendo uma venda casada comigo (isso pode?) qdo me vi estava em um tal de badoo, um site de relacionamentos onde todo mundo quer alguma coisa com alguém. Curioso como sempre, aceitei esse produto que me foi empurrado com a barriga por essa rede social milionária.
Uma verdadeira torre de babel, tudo alí dá a entender que pessoas procuram por pessoas para créu ou endless love.
Qdo vc vê, está gastando aqui, ali, para ter mais poderes e usufruir melhor do site. Eles sabem, eles estudam isso, a curiosidade humana, o ser humano, e aí vão pingando dindins em sua conta.
Fakes, gente carente, gente que quer vender seu corpitcho, gente tarada, de tudo!!!
O que eu achei? um lixo! mas entro e me divirto, afinal, sempre existe um tempo a ser perdido e ter o azar de encontrar pessoas e histórias legais.

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Porto Verão Alegre...Diário de bordo 7!


23 janeiro - Após a estréia e poucos, mas necessários ajustes a serem feitos, nos encontramos a partir das 19 hs no Teatro. Uma reunião e fomos armar o circo para o último dia de Porto Verão Alegre.
Praticamente o mesmo público da noite anterior compareceu para a nossa felicidade, so que um público diferente, mais participativo que constantemente compartilhava conosco suas sensações no decorrer da peça.
Fiquei sentado em um cantinho da coxia e assisti praticamente tudo, mesmo ainda fazendo 1 personagem na peça durante 4 cenas, a função de diretor automáticamente me põe observando tudo: O que rola em cena, o corre corre nos camarins,a reação do público, a operação da luz e som, enfim todo o circo.
A cena final da peça (O espírito Felipe, agora doutrinado, volta ao umbral, local onde foi resgatado, para ajudar espíritos em sofrimento) foi emocionante, senti nos atores uma emoção, uma energia linda, tanto que chamei quem estava no camarim para assistir.
Enquanto Allex Manzônia (o protagonista) tecia a prece da cena, a gente viu a energia se materializar no momento, e qdo tudo terminou, entramos para receber os aplausos do público com nó na garganta.
Agradeço toda a equipe do POrto Verão, que desde 2002 nos dá essa oportunidade, ao pessoal da CCMQ, do Teatro Bruno Kiefer: Sara, Seu Zé. Meus técnicos: Elis e tio Vi, meu elenco e principalmente ao bom público que acredita e prestigia sempre a peça.
VALEU!
PS. Na imagem, sou eu em 6D (kkkk!)

domingo, 23 de janeiro de 2011

Porto Verão Alegre...Diário de bordo 6!


E chegou a hora do CAMINHOS Q CRUZEI, a minha filha mais velha e veterana no Porto Verão Alegre estreiar.
Dessa vez na Bruno Kiefer, primeira vez que atuamos lá e foi muito bom.
Já havia tendo uma ótima experiência na Carlos Carvalho com o Woody e fiquei tranquilo quanto a estrutura técnica e de pessoal para os dois dias lá.
Algo inusitado aconteceu comigo um dia antes, recebi um ótimo convite para ir ao litoral e levar os meus filhos (por eles não podia negar), combinei com os atores e técnicos para estarem lá a partir das 15hs, eu cheguei em POrto Alegre as 18hs e fui direto para o teatro.
Fiquei supervisionando tudo de lá, até consegui me divertir, mas volta e meia o telefone tocava ou eu lembrava do compromisso de estar com o CAMINHOS de volta.
Felizmente pude contar com meus parceiros de sempre, que deram conta do recado e me ofereceram esse suporte enquanto eu estava fora. Quando cheguei estava tudo muito bem encaminhado (fora o esquecimento de um cubo usado em cena, saco!tivemos que improvisar!). Thiago e Alessandra fizeram uma cena destinada aos atores convidados, característica dessa temporada de dez anos (Atores que estiveram no elenco da peça foram convidados a atuar em um dia).
Foi uma boa apresentação, 70% da Bruno Kiefer ocupada, reencontro com muitas pessoas conhecidas que foram assistir e o melhor de tudo, aquele aplauso de pé espontâneo, automático de todos os presentes.
(Falei em post anterior sobre a cultura que hoje é aplaudir de pé, mas sei identificar a diferença deles, que bom que foi assim!).
A famosa energia da peça esteve presente e ver aquele corre corre da galera para entrar em cena, mudar figurino, maquiar, trocar informações e observações é muito bom.
Dez anos, bom rever os amigos nesses caminhos...

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

CAMINHOS Q CRUZEI, AMIGOS Q ENCONTREI PVA2011


Neste final de semana, vamos para a oitava participação no Porto Verão Alegre em 10 anos de existência da peça espírita CAMINHOS Q CRUZEI, AMIGOS Q ENCONTREI, apenas 2 dias no TEATRO BRUNO KIEFER da CASA DE CULTURA MÁRIO QUINTANA.
A peça que me deu tudo o que tenho hoje e da qual sinto muito orgulho!

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Porto Verão Alegre...Diário de bordo 5!


Domingo 16 jan = Mais tranquilos após a apresentação técnicamente melhor do dia anterior, marcamos nos encontrar as 19hs. Foi tudo muito tranquilo, após uma rápida e discontraída conversa entre atores e técnicos fomos arrumar as coisas, tudo com um ar de despedida pairando. Em alguns momentos no caminho para o teatro eu tinha vontade de não atuar, queria que o sábado tivesse sido a última, cansaço físico e mental em alto grau, que até superavam o meu tesão de estar em cena.
Os amigos da peça SOLTEIRÍSSIMA que estava lotando a Bruno Kiefer nos deram uma boa ajuda na divulgação (Com a lotação esgotada, alguns correram para assistir a nossa, encaminhados por eles)e assim também fizemos ao entregar os folderes deles na nossa bilheteria.
Tivemos o melhor público e a melhor apresentação dos 3 dias, Edye e Lesi, os novatos na peça tiveram suas melhores performances, eles que vinham mantendo um bom ritmo desde a estréia e não deixaram a peteca cair. Mel e Eu continuamos no nosso ritmo contando com a experiência de atuar há 4 anos juntos nesse espetáculo.
Aplausos em cena aberta, manifestações expontâneas de perfeita sintonia entre atores e público, no final, aplausos enquanto o telão anunciava os créditos da peça.
E mais vibrantes ainda quando aparecemos para o agradecimento.
Foi muito bom! Mantivemos a média de público dos três Porto Verões anteriores e mesmo com as mudanças no elenco e na peça, mantivemos a qualidade artística que fez o público se manifestar e aplaudir voluntáriamente (E com a minha experiência, sei muito bem quando ele o faz por educação, ou contrariado).
Meu agradecimento á fantástica equipe do Teatro Carlos Carvalho, começando pela Sara, pelo Catarino (Técnico pontual, prestativo, boa energia), ao pessoal do Porto Verão que atendeu meu pedido para estarmos lá e a minha equipe por ter se esforçado tanto para realizar esse projeto que criei e amo!
O diário de bordo continua...Sábado estréia CAMINHOS Q CRUZEI.
PS. Na foto com os atores, toda a equipe de Woody e as mulheres neuróticas!

domingo, 16 de janeiro de 2011

Porto Verão Alegre...Diário de bordo 4!


Sábado 15 de janeiro - Um clima mais ameno na Cidade, bom para sair, as 18hs já estava na Carlos Carvalho e já estava no teatro o Catarino, técnico de lá (Como é bom estar em um teatro com técnicos competentes, prestativos e pontuais).
Liguei para a Lesi a fim de que pudéssemos chegar mais cedo e ajustar algumas coisas para a segunda apresentação e incluir uma parte da peça que suprimimos da estréia por não termos nos sentido seguros par executá-la.
Edye e Melissa chegaram logo depois, conversei com eles a respeito da estréia, os pontos altos e baixos e o que eu pretendia para a segunda noite.
Arrumamos a zona e depois passamos a peça toda, na manha, sem nos desgastar, ajustando as marcas,e procurando nos adaptar ainda mais ao espaço.
Uma hora antes e a família Pretto toda chegou e entraram direto no teatro (Não gosto disso, mesmo família, quero que esperem do lado de fora e entrem com o público, mas...)
Mãe, filhos, namorado de atriz, todos lá! Já tinhamos platéia dentro do teatro.
Revisões no texto, figurinos, maquiagem, adereços cênicos, datashow e sincronia e logo, logo já era hora de entrar de novo no universo de Woody.
Desde sexta-feira, fizemos uma parceria com o pessoal da peça SOLTEIRÍSSIMA, entregávamos o programa deles para o nosso público e divulgámos no final da peça e eles faziam o mesmo com a nossa.
O Público foi bom 40% maior que o da estréia, um pouco mais da metade da lotação da sala e puderam prestigiar uma apresentação mais leve e tecnicamente melhor que na estréia e curtiram! Nós também!!!

sábado, 15 de janeiro de 2011

Porto Verão Alegre diário de bordo 3


Sexta-Feira 14 de janeiro - Estréia da peça Woody e as mulheres neuróticas, um desafio, depois de 4 anos com o mesmo elenco e estrutura, a tranquilidade de outrora transformou-se em um stress, dois atores novos em cena e algumas mudanças necessárias e ou pensadas (e com pouco tempo para serem ensaiadas).
Chegamos as 15 hs no teatro e parecia que teríamos um bom e longo tempo até as 21hs para os últimos ajustes e detalhes, mas, como sabemos, montagem de luz, ajustes no datashow para que a interatividade com o ator em cena fosse perfeita, sonoplastia, ensaio,fizeram com que esse tempo parecesse intervalo de recreio de escola.
Tensão, suor,improviso,stress,trabalho, mas tudo sempre regado de bom astral e humor.
Catarino, o técnico da Carlos Carvalho sempre prestativo e atento a nossa estrutura e com paciência para coisas que mudávamos de idéia ou tínhamos novas no momento.
Todo o circo, para a nossa felicidade, já estava bem armado 40 min. antes do horário do início, tendo já passado a peça com tudo no ar.
Depois, foram somente conversas individuais com cada um, troca de idéias, até o primeiro sinal.
Meio Teatro cheio, (ou meio vazio, como preferem os pessimistas, mas problema deles!)
a peça rolou legal e o mais importante: O público saiu satisfeito.
Fiquei feliz tbm que uma família que assistiu a peça UMA VOVÓ NO ALÉM, veio nos assistir, uma característica do público que acompanha nosso trabalho.
Aproveitando o espaço vou citar o nome de todos que trabalharam muito para que a estreia de Woody no Porto Verão fosse tão especial como foi: Sara, Catarino,Leandro Gass, Alexandre, Elis, Allex, Naty, Dani e especialmente meus colegas atores: Os novatos Edye e Lesi e a minha Diane Keaton: Melissa MOnteiro.

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Porto Verão Alegre diário de bordo 2


Hoje com o clima um pouquinho mais agradável, encerramos a curta passagem da peça UMA VOVÓ NO ALÉM na Sala ÀLVARO MOREIRA.
Após alguns afazeres burocráticos típicos de pessoa normal, cheguei na sala bem cedo, as 17hs. Aproveitei o tempo para acertar alguns detalhes da peça do Woody que estréio nessa Sexta-feira (14 jan), logo chegaram os técnicos e já conversei com eles sobre o que não funcionou na estréia, o que funcionou, e o que podemos melhorar. Os atores foram chegando aos pingadinhos até que todos estavam presentes.
Falei com eles sobre a apresentação da noite anterior e reforcei alguns pontos já ditos.
Antes da peça, mostrei a minha amiga Qui que mora em Santos pela cam do netbook todo o circo que estava sendo armado uma hora antes.
Antônio Hohlfeldt apareceu no Complexo Cultural e sentou entre o Teatro Renascença onde estava o Benevenga e entre a Alvaro Moreira, assim como na história do Ronaldinho só ficou a expectativa para saber para onde o crítico de teatro iria. Foi pro Renascença. (fiquei feliz ou triste?)
Já melhor adaptados com o espaço e com um público 30% maior ao da estréia realizamos a peça com melhor desempenho.
Na teoria, concordo com a frase que diz que tanto o público do primeiro dia quanto do último tem direito de assistir um bom espetáculo. Mas a autora da frase e quem a utiliza com alcorão, parecem ser ignorantes da realidade que é fazer teatro. AS variações sempre vão ocorrer, sugiro a eles que assistam filmes, ali hj vai ser de um jeito, amanhã do mesmo, mesmo, mesmo,mesmo. (Ou não!)
Nos agradecimentos, um senhor pediu a palavra e nos dedicou belas palavras de incentivo e energia.
Assim, mágico como sempre, nos despedimos.Tenho que registrar o profissionalismo, a disposição e a cordialidade dos responsáveis e equipe técnica da Sala.
Abraços meus amigos e colegas da Cia Hariboll por mais esse momento!
Allex Manzônia, Elis Dutra, Vilmar Silva, Juliana e Andrey Pretto, Bruna Ruiz, Matheus e Crhis Oliveira, Lesi Moratho,Naty e Melissa Monteiro.

Porto Verão Alegre diário de bordo 1


Porto Alegre ainda vive a ressaca da virada do ano, a galera no estresse do vestibular e o calor já demonstrando todo o seu potencial.
Com esse cenário iniciou-se ontem o Porto Verão Alegre 2011.
11 JAN - Minha peça Uma Vovó no Além, abre a temporada da sala Àlvaro Moreira, cheguei 14.45, e dez minutos depois caiu o mundo em nossa Cidade, uma chuva necessária, mas que atrasou tudo. Atores e técnicos foram chegando depois das 16hs. Eu estudando as mudanças necessárias nas marcações devido as características da sala. O destino pregou uma peça em nosso ator Fernando Rodrigues que perdeu a avó na véspera da estréia, e sobrou para quem vos escreve, atuar (estamos aí pra ísso, né? kkk!).
Sempre bem atendidos pelo pessoal que administra a A.M. fomos nos organizando, aqui tive uma idéia diferente na concepção visual da peça, me adaptei a sala e não a sala ao meu espetáculo, isso é raro de acontecer, me abriu um novo horizonte e os atores tiveram disposição e atenção para as mudanças, depois de 1 ano sabendo direitinho já para onde ir, voltar, sair e etc.
Matheus, aluno meu estreava no espetáculo no lugar do Eduardo Camargo (Isso aí menino, estuda! passa no vestibular, depois a gente conversa!)juntando-se a todos os outros que ja estavam no espetáculo desde o início do ano.
Correria como sempre, tensão, uns estresses, mas no final, sala com a ocupação quase pela metade (Bom público para o início) e mais que isso a felicidade e certeza de ter feito uma apresentação que cativou os presentes, mesmo diante de muitas mudanças e pouco tempo para adaptação a elas.
Hj (12 de janeiro) certamente será melhor!

segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

Minhas peças no PORTO VERÃO 2011


Desculpem a montagenzinha tosca, mas nessa imagem única constam as peças, dias, horários e teatros das minhas peças no Porto Verão, todas em janeiro.
UMA VOVÓ NO ALÉM - A filha caçula, entra em seu segundo Porto Verão, completa também um ano em cartaz. Uma abordagem mais leve e cômica do mundo espiritual, diferente de suas antecessoras
WOODY E AS MULHERES NEURÓTICAS- Meu mergulho no universo de Woody Allen, 4 anos em cartaz, quarto Porto Verão, esse ano com dois atores estreando no elenco.
CAMINHOS Q CRUZEI - Minha filha mais velha, 1o anos em cartaz, oitavo porto verão, a minha Yesterday, detalhes,satisfaction...ou seja, passam os anos, quero fazer novas coisas, mas sempre tenho que tocar essa, o público pede...E eu gosto, então tá! kkk!