domingo, 3 de abril de 2011

Cia Artiurbana- Repertório 8


2008-A AMANTE DA MINHA ESPOSA- Ninguém estuda Woody Allen e sai ileso, ninguém que pesquisa,procura referências,lê, trabalha mesmo, sai sem se "contaminar".
Todas as minhas peças contém "N" referências e inspirações, nesse caldeirão, algumas, mas poucas coisas pessoais foram levadas ao palco.
Mas essa peça eu posso dizer que é autoral,quase autobiográfica,pois retrata acontecimentos, fatos reais , com a devida liberdade poética é claro.
Essa comédia narrou um (?) caso de adultério, sem julgar ninguém, apenas expôs o universo de pessoas e seus sentimentos (ou hormônios!).
Minha vida, minhas experiências e outras reais que presenciei estão misturadas nesse caldeirão cômico que para a nossa felicidade teve boa aceitação.
E assim como os escritores dos filmes de Woody Allen, que escrevem suas experiências e depois tem problemas com seus "inspiradores", também os tive com algumas pessoas que se viram ali em cena.
Não adiantou falar da "liberdade poética",nem pedir para as pessoas analisarem a arte e não o fato pessoal. Outras apesar de não terem gostado de algumas coisas , entenderam, gostaram e aprovaram o que se desenvolveu no palco.
Chamei para essa peça a iniciante atriz Vanessa Cassali (Que hj está na nova montagem de Júlio Conte)cuja energia vi ao assistir O CLUBE DO RISO de Zé Rodrigues.
Para completar o triângulo, minha "Meryl Streep" Gisele Faerman.
Foram três temporadas com dias alternativos (quintas e sextas) no Bourbon Assis Brasil e com uma média boa de público , participando tbm de uma edição do PORTO VERÃO ALEGRE.
No caso desse espetáculo, se eu não tivesse vivido, se eu não tivesse experiência de vida, eu não o teria escrito.
Estudo e pesquisa mais centrada na estética, na linguagem , para que pudéssemos apresentá-lo de uma forma dinâmica e diferente das comédias anteriores.
FICHA TÉCNICA:
Elenco: Gisele Faerman, Luis Carlos Pretto e Vanessa Cassali
Op e Criação de luz: Vilmar Silva
Op. Som: Elis Dutra/Fernando Rodrigues
Cenografia e figurinos: Alex Manzônia /Cia Artiurbana
Arte Gráfica: Edye

Nenhum comentário:

Postar um comentário