domingo, 10 de abril de 2011

DICIONÁRIO DE TEATRO


Mesmo com o pouco tempo que tenho nas aulas semanais com meus alunos, trabalhando com eles em exercícios, oficinas e apresentações oriundas delas, procuro passar também a teoria ou ao menos citar obras, recomendar leituras, filmes, peças para complementar e enriquecer a passagem deles pelas oficinas de teatro.
Vasculho sempre minha estante em busca de algo, e o que eu uso constantemente é o DICIONÁRIO DE TEATRO de Luiz Paulo Vasconcellos , existem outros é claro, mas esse especificamente é de alguém ligado a Cidade, ao Estado e extremamente atuante.
O Dicionário está na sexta edição, pela L&PM pocket, para minha felicidade alguns já adquiriram. Para mim , dar oficinas de teatro não é fazer como aquele professor de educação física que faz o que os alunos querem: Jogam a bola de futebol ou a de volêi e deixam eles lá correndo e se divertindo .
Assistimos filmes, vamos ao teatro, no caso agora dos 18 anos do grupo, vamos receber outros atores, diretores (Música ,comédia,cinema)em nosso espaço.
Há espaço sempre pra teoria, para as recomendações, e quando temos pouco tempo para executá -los (como no meu caso), um resumo, uma citação, uma fonte ,sempre é fornecido para construir também o ator por dentro.
Ou como é o caso, nem todos vão seguir o teatro, mas a informação e o conhecimento é uma riqueza que nem uma outra profissão, outro Pais, outra realizade tira do jovem aprendiz.

PS. Renato Russo uma vez escreveu um cartão postal para o Jovem Rapper Gabriel, o Pensador, nele estava escrito assim no final: Gabriel, estudo e informação é SOBREVIVÊNCIA!

Nenhum comentário:

Postar um comentário