terça-feira, 10 de maio de 2011

1989...A primeira vez que eu "Fiquei"


Hoje em dia a gurizada não namora, fica! E os adultos tbm! Porém, mesmo essa geração e a época "mais livre" tem seus momentos de caretice e romantismo...Os tais de "anéis de compromisso".
"Ficar" Não é novidade! Sabe quando eu ouvi isso a primeira vez de uma menina? Em 1989!!
Eu quando adolescente me identificava muito com Peter Parker, magrinho, nerd,tímido, com seus amores platônicos. Pois bem, estava em um curso de menor aprendiz no SENAC(que durou de Out/1987 a Fev/1999)e desde o primeiro dia fiquei encantado pela colega Adriana Antunes...oh...Adriana...Marcada no meu caderno com coraçõezinhos, imortalizada em meus poemas toscos e no meu Questionário (O Avô do Orkut e Bisavô do Face). Consegui a proeza de ficar esse tempo todo gostando dela em segredo, sem "chegar junto"sem tentar! Fuzilando com os olhos os garotos mais "descolados" que a abraçavam e diziam piadinhas. Trocávamos cartas e cartões (Avós do msn e do twitter), conversávamos muito, quando chegava sexta-feira eu quase tinha um troço só de lembrar que só a veria novamente na segunda-feira.
Pois bem, um dia um colega, João Carlos me confessou que gostava dela, e como eu era "amigo" devia fazer essa ponte. Pois bem, com dor no peito fiz meu dever de amigo. Para a minha alegria (sorry João) Ela não o quis!
Quando ela ainda surpresa me falava sobre a declaração do João, eu disse: Eu também! Sou apaixonado por vc! Desde o primeiro dia! Te quero! E antes que ela falasse qualquer coisa, eu: (me defendendo!) - Não precisa falar nada! Não quero respostas! Só queria desabafar!
Nos dias seguintes, tudo continuou normal, não tocamos mais no assunto e em seguida o curso terminou..fim! Eu olhava para ela, suspirava e ela...Carinhosa como sempre!
Mas ainda existia uma festa! O aniversário de 15 anos da nossa colega e amiga Lisi! Era sim, minha última esperança!
Cheguei na festa com minha colega Lucy, Adriana estava Linda! Na mesa comecei a fazer carinho no seu braço, no seu rosto, peguei sua mão e depois de um tempo fomos dançar (Música lenta, alguém hoje em dia sabe o que é isso?).
Terminada a música, fomos voltar para a mesa e ai notei que estávamos de mãos dadas! Olhei para trás, ela disse:Quero ficar contigo! Beijamo-nos, começou a tocar a música QUASE SEM QUERER, da Legião. Dançamos , sorrimos, namoramos a noite inteira.
Dias, Meses depois quis revê-la, mas ela não demonstrou muito interesse, mas sempre manifestou o carinho de sempre para comigo...O Pretto ali descobriu o que era "FICAR".

PS. Esses personagens são reais, nomes reais, alguns ainda encontrei graças aos Orkuts da vida, mas a Adriana? Tentei, me esforcei, mas nada soube mais, nas redes sociais não está! Mudou o sobrenome? Mudou de País? Mudou de sexo? (Ups!)
Brincadeirinha...Um abraço Adri e a todos os meus ex-colegas relatados aqui ou não!

5 comentários:

  1. Ahahahahahahah... tive que vir ler esse post! Puts, to rindo tanto de imaginar o pretto de hoje, como o pretto de ontem fazendo essas coisas! Ahahahahhahahahahahahahahah.....
    ahahahahhahahahahahahahhahaha....................

    ResponderExcluir
  2. Não mudei muito Edye, só que antes eu era o Peter Parker , tímido e sem jeito . Hoje sou o Woody Allen, tímido, sem jeito e neurótico!! kkkkk!

    L.C.Pretto

    ResponderExcluir
  3. Meu, quem nunca passou por isso, eu mesmo fiquem tantas vezes. Relacionamento vazios. Sério, as "Adrianas" que me perdoe, mas prefiro um relacionamento sério, um porto seguro. Hj eu tenho um...Ufa...Chega de Adrianas.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  4. Entendi o que vc quis dizer, mas acho que não se aplica nesse exemplo aqui. Nem houve relacionamento , houve um cara apaixonado e uma menina que de repente não quis namorá-lo, mas naquela noite quis ficar. Sem magoar, machucar, sem usar! Mas concordo com vc! relacionamento sério ainda é tudo de bom! Abraço e obrigado pelo comentário no meu blog!

    ResponderExcluir
  5. ehehehe... Todo mundo lembra da primeira vez que "ficou"

    ResponderExcluir