terça-feira, 6 de setembro de 2011

LEGALIDADE, O MUSICAL EU VI! (PELA TV!)


Já sabia o que Luciano Alabarse e suas dezenas de colaboradores estavam "aprontando" graças a imprensa e as maravilhosas ferramentas da internet como: blogs e o facebook, cujos colegas envolvidos iam nos informando sobre os ensaios, postando fotos e vídeos.
O calor de domingo me incomodou muito (Sim, tenho grandes problemas com o calor!), então permaneci na minha caverna e as 20hs sintonizei na TVE, pois a apresentação seria ao vivo!
Sabia de antemão que teríamos ali colegas extremamente capazes e que veria uma ótima performance de todos, e o vi. O que mais me surpreendeu foi a cobertura ao vivo!
Sou fanático por futebol! Adoro meu Grêmio, assisto sempre quando posso as partidas ao vivo de casa, do computador ou de um aconchegante barzinho (Não curto ir ao estádio) e fiquei fascinado pois associei essa transmissão a de uma partida de futebol, explico.
Na abertura das transmissões, as câmeras abrem-se para o tapete verde onde vão desfilar os atletas, mostra o público, e o narrador e comentaristas explicam detalhes e falam da expectativa da partida.
O mesmo ocorreu, mostrou o palácio, os locais da encenação e o grande público ali presente.
O repórter fala com o técnico antes da partida/O repórter fala com Alabarse antes da apresentação.
O repórter fala com os jogadores antes da partida/O repórter fala com o Dramaturgo e com o Diretor Músical da peça.
A partida inicia e a câmera acompanha com planos geral e fechados com narrador/O espetáculo inicia e a câmeras acompanham o desenvolvimento da ação (felizmente sem narrador e sim os envolvidos cênicamente na proposta).
A emoção é transmitida, com o som da torcida, do barulho da bola, com suas cores e climas/A emoção é transmitida com imagens muito bem captadas/cortes precisos e bom som!
Jogadores com raça buscando o melhor resultado, ora com jogadas fabulosas, outras mais curtas mas efetivas/Atores com raça buscando o melhor resultado, ora com atuações e marcações fabulosas, outras mais simples, mas extremamente objetivas e bem feitas.
No final aplausos (Ou vaias!)/No final aplausos, muitos aplausos.
O repórter vai falar com os jogadores para saber suas impressões sobre a partida./O repórter vai falar com os atores e envolvidos na encenação sobre o que acharam, como se sentiram durante a execução da mesma.
O repórter fala com a torcida/O repórter fala com o público.
Adorei as duas coisas: Ter assistido esse trabalho e do recurso da transmissão ao vivo!
Isso me fez lembrar de um tempo muito antigo (Que eu não vivi!) O tele-teatro, ou o teatro ao vivo captado por uma emissora de TV.
A TVE antigamente captava peças de teatro praticamente na íntegra e os exibia com entrevistas da Cia Teatral envolvida , era muito legal. Mas fazer ali ao vivo como domingo, é de arrepiar! Amei!
Esta aí uma ótima idéia!

Nenhum comentário:

Postar um comentário