domingo, 20 de novembro de 2011

ADORAÇÃO - Grupo dos cinco


O resultado de um ótimo trabalho de direção/preparação de ator, uma atriz que dispensa apresentações e o texto ferino de Nelson Rodrigues...Só podia dar no que deu! ADORAÇÃO!
O prestígio do pessoal do Grupo dos cinco é visível pela quantidade de pessoas na sala 505 da Usina do Gazômetro, em plena sexta-feira, 20hs, dia quente e com todas as "tentações" que a estação quente e o dia da semana tem.
Quem vai nas salas ocupadas pelos grupos de teatro da Usina quer ver teatro, não está nem aí pra salas acanhadas, cadeiras simples, corredor estreito de espera, vai porque ama a arte cênica e Beto Russo/Sandra Alencar também demonstram que amam realizando mais um trabalho bem feito.
Muitos artistas de ponta de nossa Capital estava lá para assistir, sinal do já comentado prestígio do grupo perante os colega e também do público em geral.
Que me perdoem meus queridos amigos e colegas da cenografia, iluminação, trilha sonora, mas pra mim teatro é o trabalho do ator e ponto. Me fascina o artista, me encanta em primeiro lugar a sua performance, é ele que me convence sempre (ou não).
Performances como as de Roberto Birindelli e Luiz Henrique Palese (Que mais me marcaram nos últimos anos) só reforçam esse meu amor ao ato de atuar e acreditar que tudo o que está em volta do ator para ajudar a contar a história que ele se propõe são boas ferramentas, mas nunca o essencial, o essencial está ali: O coração palpitando, o corpo suando, o ator se entregando.
ADORAÇÃO traz dois textos inéditos no palco de Nelson Rodrigues, sendo eles: UMA MENINA FOI PARA O CÉO, que ainda não publicado em livro, é capítulo do primeiro romance dele chamado CIDADE - Anunciado pelo jornal O Globo em 1935 e nunca foi localizado na íntegra.
A PAIXÃO RELIGIOSA DE MARIA AMÉLIA, de 1930 (Minha favorita do dia), está entre as dezenas de colunas assinadas no jornal crítica, de propriedade da família Rodrigues, onde ele exercia, sobretudo a função de repórter policial.
Para a classe artística não é novidade nenhuma o bom trabalho do Grupo dos Cinco, mas falo agora para você leitor que nunca assistiu um trabalho deles, um exercício cênico que seja, que prestem atenção! E também aos outros bons grupos de teatro que estão na usina do gasômetro, o sol que brilha e que serve de modelo para fotografias no entardecer do terraço, também brilha do lado de dentro dela, dê-se essa oportunidade, viva a arte!

mais informações: www.adoracaoemcena.blogspot.com


Nenhum comentário:

Postar um comentário