quinta-feira, 3 de novembro de 2011

O Palhaço!


"Benjamim (Selton Mello) e Valdemar (Paulo José) formam a fabulosa dupla de palhaços Pangaré e Puro Sangue. Eles vivem pelas estradas na companhia da divertida trupe do Circo Esperança. Mas Benjamim acha que perdeu a graça e parte em uma aventura atrás de um sonho. "

Sabe aqueles filmes que você já vai assistir gostando? Era o caso deste, segunda película dirigida por Selton Mello e que veio antecedida de muitos elogios.
Eu não consegui gostar do primeiro filme dele como diretor, o filme Feliz natal é uma agonia pura, um convite para um suicídio, se a proposta dele era essa, então parabéns pra ele e f*se eu!
O Palhaço é um filme do qual eu quase gostei na íntegra, curti muita coisa, mas há algo estranho na dramaturgia cuja profundidade é rasa, apesar de apontar o contrário desde o início.
Tudo indica um circo pobre, com poucos recursos em seus figurinos, cenografia, estrutura. Mas quando começa o espetáculo os figurinos e a estrutura fariam inveja a muitos grupos de Teatro/Circo profissionais (Estranho!).
Indico sim, pois ele como ator continua bem e sua direção conduz a história sem muitas novidades, ora com achados de ângulos/Câmera. A produção é válida por retratar os artistas, a década que ele se passa e as paisagens (locações).
Tem atores conhecidos/desconhecidos e reapresentados ao público (Ferrugem, Moacyr Franco, "Zé Bonitinho") que estão bem e colaboram no quesito "empatia" entre o público e o que está se passando na tela.
Mas o filme no seu todo não me convenceu, não me deu mais do que eu esperava, saí da sessão de cinema do mesmo jeito que entrei, gostando do filme, mas com a sensação de que queria mais do que isso. Mais o que? Sei lá! Coisas do Pretto (ponto final).



Nenhum comentário:

Postar um comentário