sábado, 10 de março de 2012

GOELA ABAIXO, OU POR QUE TU NÃO VIU ANTES?


Não vi antes por uma terrível sequência de conflitos de datas, agendas, coincidências de programação no mesmo dia com as minhas peças, entre outras coisas!
Mas felizmente pude assistir ao espetáculo mais antigo da Cia de Teatro ao Quadrado ainda em cartaz, 7 anos! Que bom!

GOELA ABAIXO, OU POR QUE TU NÃO BEBES?
Ultimamente sendo apresentado somente no Porto Verão alegre, é um brinde ao público com uma peça de qualidade, regada a uma boa e gelada cerveja.
Um verão escaldante, o ótimo teatro de Arena que após uma semana de apresentações das minhas peças no Porto Verão, tornou-se minha casa também. Vários colegas artistas, diretores presentes, a cerveja descia deliciosamente pela garganta, enquanto os olhos, os sentidos eram alvos de um delicioso "confronto" de energias dos talentosos Margarida Leoni Peixoto e Marcelo Adams.
Tudo ali muito bem feito, construído, desconstruído, os detalhes: As lâmpadas trocadas, baratas, figurinos, papéis, baldes, garrafas, iluminação, sonoplastia, rádio antigo...E a cerveja auxiliando na perfeita simbiose entre público, atores, personagens. 
Até me questionei: Quem não bebe, tem a mesma percepção e essa sensação de maior proximidade? Até que ponto um "latão" ingerido interfere? Fiquei curioso em saber, mas ao assistir novamente, não vou abdicar da bebida, ah não!! kkk!
Mesmo um veterano consumidor de cerveja como eu, que não é "fraco" sente que o consumo dela altera um pouco tua percepção, te une mais ainda ao que se passa em cena, e te faz, além de apreciar os atores, também pensar: "Céus, como eles bebem! E cerveja quente?" Será que há um truque ali? Bom, de qualquer forma, o melhor "truque" não é segredo de mágico. É estudo, trabalho, pesquisa e muito suor, característica dessa Cia cujos espetáculos sempre serão referência para o teatro gaúcho.

"Mais uma dose? É claro que eu estou a fim..." Cazuza/Frejat - Por que a gente é assim?
APRECIE SEM MODERAÇÃO

Sinopse: (Via Site do Porto Verão Alegre)

Em cartaz há 7 anos, com um detalhe muito especial: cada espectador recebe cerveja de graça para beber durante o espetáculo. Em um cervejaria decadente, durante o regime comunista no Leste europeu, o Mestre-cervejeiro tenta embebedar seu funcionário para extrair informações sigilosas. O embate entre os dois rende momentos hilariantes, e que provocam na plateia a reflexão sobre como o poder embriaga as pessoas. 

Ficha técnica:

Texto: Václav Havel

Direção e cenografia: Marcelo Adams

Elenco: Marcelo Adams e Margarida Leoni Peixoto

Figurinos: Rô Cortinhas

Iluminação: Wagner Duarte

Produção e realização: Cia. de Teatro ao Quadrado

www.marceloadams.blogspot.com



Nenhum comentário:

Postar um comentário