quinta-feira, 8 de março de 2012

John Carter- Entre dois mundos

John Carter é baseado no clássico romance de Edgar Rice Burroughs, cujas aventuras altamente criativas serviram de inspiração para muitos cineastas – tanto no passado como no presente. O filme conta a história de John Carter (Taylor Kitsch), que é inexplicavelmente transportado para Marte onde se vê envolvido em um conflito de proporções épicas entre os habitantes do planeta, incluindo Tars Tarkas (Willem Dafoe) e a atraente Princesa Dejah Thoris (Lynn Collins). Em um mundo à beira do colapso, Carter descobre que a sobrevivência de Barsoom e de seu povo está em suas mãos.

O que se vê na tela é mais do mesmo, nada de inédito, as vezes até irritante de tão óbvio. Cenas, diálogos, efeitos, situações que relembram muito bons filmes do cinema como: Senhor dos Anéis, Avatar, Cowboys & Aliens, O Vingador do Futuro, e em alguns momentos os genéricos produzidos em série.
Disney no páreo, um conjunto de livros, então preparem-se para uma longa vida para John Carter, desde que este faça o devido sucesso.
Dentro de toda a dramaturgia previsível e semelhante ao que já vimos, existe uma pontinha de originalidade que não é também tão original assim, mas que serve ao menos para oferecer aquela sensação de "É! Valeu as duas horas dentro do cinema" e basta.
Poderiam até dizer que tudo o que veio depois da obra tanto nos livros quanto no cinema foram inspirados por ele, mas aí fica a famosa pergunta: Quem veio primeiro? O ovo ou a galinha...
O Diretor do filme é o diretor do fantástico filme da PIXAR Wall-E, onde também saiu BRAD BIRD que realizou um bom filme da série Missão Impossível.
Minha recomendação?: Vá, compre pipoca, refri, bibs, assista sem compromisso. Se quiser algo melhor e mais consistente tanto em termos de aventura, comédia ou drama, olhe o roteiro de cinema, não vai ser difícil encontrar.


Nenhum comentário:

Postar um comentário