terça-feira, 30 de outubro de 2012

GONZAGA - De pai para filho


A frase de que o cinema é a arte do Diretor é quase uma verdade absoluta.
Assim como cada um tem a sua identidade e raros (raríssimos) conseguem realizar filmes totalmente diferentes as suas características e marcas pessoais.
Breno Silveira que surpreendeu o País com o ótimo 2 FILHOS DE FRANCISCO, seguiu a fórmula em filmes menos assistidos e da mesma forma, bons e sensíveis.
GONZAGA DE PAI PARA FILHO, é filho direto do primeiro filme citado. Essa fórmula repetida não é ruim, muito pelo contrário, trás ao público a história sofrida de mais um quixote das artes, o Rei do Baião Luiz Gonzaga e na carona, o não menos genial Gonzaguinha.
O filme é uma delícia que faz a gente relembrar o baião, o forró, a música popular de bom gosto e ouvir novamente a deliciosa MPB de Gonzaguinha que partiu cedo.
Todos os profissionais da equipe técnica foram muito felizes no que realizaram, os atores cumprem suas funções a contento, com coadjuvantes experientes e protagonistas que convencem e tornam o filme bom como é.
Os três atores que fazem o Gonzagão, tem a empatia e a energia necessária para convencer e motivar a continuar assistindo. Julio Andrade dá um show como Gonzaguinha.
Até fiquei com vontade de dançar um baião bem pegado!
Indico!

Nenhum comentário:

Postar um comentário