quarta-feira, 10 de abril de 2013

POLUIÇÃO DE ENERGIAS


Existe um tipo de poluição no qual poucos estão atentos.
Ela é invisível, mas nos atinge tanto quanto as outras.
E infelizmente eu sou muito sensível a ela.
A poluição da vibração emitida pelos seres em desequilibrio.
Existe já uma conscientização maior acerca da separação de lixo, da fiscalização (ainda insuficiente) de órgãos protetores dos animais, mares, natureza.
Mas a conscientização de que com nossos pensamentos menos felizes produzimos uma nuvem intensa que paira em nossa volta e a soma delas em locais como o centro de Porto Alegre, se visto por todos, assim como eu vejo, seria próxima da foto que ilustra esse post.
Todos respiram esse "ar" são atingidos e como a um vírus de gripe, contribuem com sua contaminação.
Locais de Porto Alegre como "Camelódromo", "Voluntários da Pátria", "Av. Farrapos" e alguns locais públicos ou de empresas (que prefiro não citar) são muito complicados para eu transitar.
Na Av. Salgado Fº os ônibus embarcam verdadeiras nuvens cinzas individuais e a poluição dentro do coletivo muitas vezes é maior e traz mais malefícios do que o gás carbônico que emite.
(E viva os telefones com música que fazem muitos mudarem de vibração).
Eu fico enjoado nesses lugares, sempre tento evitar, mas me preparo com a máscara da prece para filtrar o ar.
Ontem, no coletivo que utilizei para voltar para casa o cheiro era de gás, esperando algum desatento provocar uma faísca, cada um levando para casa uma batata quente para jogar na primeira pessoa ao desembarcar. (Cônjuje, vizinho, familiar).
Acham tudo tão normal, aliviam seu stress na cerveja, no álcool em fotos fazendo sinal de vitória, fazendo biquinho, exibindo o latão, a garrafa, ou o caneco como se fosse um troféu.
Eu vejo, eu sinto e como é feio, como é nociva essa poluição da vibração.
Muitos acham que é bobagem
Muitos adoecem sem saber a razão.
É necessário não desviar o caminho, mas sim enfrentá-lo procurando uma opção, procurando não colaborar com essa nuvem cinza, fazer da sua prece e meditação, a sua respiração.
E assim vamos, contando com o sol físico para as nuvens dissipar, com o verde e o ar para respirar, e buscar na fé, ou independente de crer em um Deus, fazer dos bons pensamentos e boas atitudes a sua rotina, a sua canção.

Nenhum comentário:

Postar um comentário