segunda-feira, 29 de julho de 2013

OS AMANTES PASSAGEIROS - ALMODÓVAR DE FÉRIAS


O novo filme de Pedro Almodóvar é divertido, é uma comédia, é simples e atinge o objetivo que se propõe: fazer rir com personagens afetados, caricatos e suas pequenas doses de críticas políticas, sociais, religiosas e etc.
É um Almodóvar de férias, no piloto automático, contando com a participação especial dos "brujos" Antônio Bandeiras e Penélope Cruz que depois de uma pequena cena no início do filme, somem, mas deixam as consequências dos seus atos para os personagens do avião "resolverem".
Na história os pilotos ao fazer um vôo até o México, ficam impedidos de pousarem devido a um problema no trem de pouso e ao ficar fazendo voltas e voltas até encontrar uma pista, seus comissários de bordo e a tripulação envolvem-se em situações hilárias e confissões.
Fora uma escapadinha para mostrar personagens que fazem parte do universo de um dos passageiros, o filme foca nos personagens que estão ali no avião em uma situação limite, que após suas inevitáveis rusgas, tornam-se cúmplices.
O trio de comissários de bordo, afetados é o que tem mais de hilário, parecendo que as três draggs de PRISCILA A RAINHA DO DESERTO estavam ali animando as pessoas a beira de um trágico acidente.
No mais, pitadinhas de mais do mesmo de Almodóvar (light) e a entrega de produto final legal de assistir.
Dizem por aí que foi o mais fraco filme dele dos últimos anos, ou o pior, não gosto de analisar assim, foi mais um filme de sua filmografia, está ali registrado em uma película simples (melhor que muita, muita comédia americana e brasileira que andam por ai!).
Com o momento que finalmente o avião pousa, o diretor/autor mostra que pode-se fazer um filme sobre um potencial desastre, pouso forçado sem gastar milhões, apostando na criatividade, no roteiro e nos atores.

Muitos ficarão decepcionados se olharem para trás e levarem muito a sério o nome ALMODÓVAR no cartaz, mas relaxem, ele também relaxou (no bom sentido)!

Nenhum comentário:

Postar um comentário