terça-feira, 27 de agosto de 2013

FUGINDO PARA VIVER - ÚLTIMA SEMANA!


Esse final de semana é o último da temporada da peça infanto-juvenil FUGINDO PARA VIVER.
Sexta e Sábado 21h. Domingo 20h.
SEXTA-FEIRA DO ABRAÇO!
Nos cinemas nas quintas-feiras existe a promoção do BEIJO onde o casal paga por um ingresso!
Na sexta-feira  (30/08) amigos que se abraçarem na bilheteria pagam um ingresso R$ 15,00
A amizade é um dos temas que a peça aborda!
Venha você, seus amigos, seus familiares nos assistir!

Ingressos antecipados na cafeteria ALGO A MAIS - Andradas, 1560 subsolo gal. Malcon
R$ 20,00 - Inteira
R$ 10,00 - Clube do Assinante ZH + acompanhante/Estudantes/Idosos

No local: (Teatro Carlos Carvalho) Bilheteria abre uma hora antes.
R$ 25,00 - Inteira
R$ 20,00 - Professores
R$ 12,50 - Clube do Assinante Zh + acompanhante/Estudantes/Idosos


sábado, 24 de agosto de 2013

ESTREMEÇO - CIA STRAVAGANZA



ESTREMECER: v.t. Fazer tremer; abalar, sacudir. Causar medo a; assustar.Amar enternecidamente.V.i. Tremer, súbita e repentinamente, por medo, emoção, surpresa etc.: estremeceu ao saber a verdade.

Demorei para juntar meus caquinhos de raciocínio para poder escrever essas poucas linhas sobre o último trabalho da CIA STRAVAGANZA chamado ESTREMEÇO.
Não é um espetáculo fácil para quem está acostumado com um teatro mais popular, para quem foi assistir tendo como referência os espetáculos anteriores na mente, para quem está habituado a uma dramaturgia e direção linear, mas torna-se fácil para quem se permite deixar levar a partir das primeiras palavras do "mestre de cerimônias" e viajando na forma da proposta de encenação, se encantar.
Tudo torna-se fácil e acessível quando vemos uma sequência de ótimos atores em cena, com um texto pessimista e real, com ótima cenografia, figurinos,iluminação,coreografia/preparação corporal, objetos cênicos e os vídeos/ programação visual.
O que vemos no palco é belo, provocador,estranho,e várias outras ações que irão provocar os nossos sentidos.
Gosto de ser surpreendido, gosto de ver coisas no palco que ninguém fez ou poucos fizeram, como o uso de alguns objetos e ainda elementos da dança, do audiovisual, do bufão (?).
Como não ter vontade de pedir bis para Sofia Salvatori quando ela canta (e encanta) uma canção de Nico Nicolaiewski, o autor da trilha, atravessando o palco levada pelos atores?
Como não ser "hipnotizado" pelo personagem e pela atuação de Cassiano Ranzolin?
Como não se encantar por mais uma forte e competente atuação de Fernanda Petit?
Como não ficar feliz ao ver Lauro Ramalho com a fome de atuar em "outros mundos" além do mundo onde já é estrela com seu personagem Laurita?
Como não ficar feliz vendo Adriane Mottola em cena?
Como não ficar feliz vendo Janaína Pelizzon, Duda Cardoso e Kiko Mello em cena, leves e entregues a nova proposta cênica.
Como não ficar feliz com a Direção de Camila Bauer que está na "lida" há muito tempo com estudos e realizações, tendo a oportunidade e o respaldo dos "Stravagantes" para executar sua visão para o mundo de Joel Pommerat, o autor do texto?
Como não ficar feliz ao ler o nome do jovem Matheus Melchionna como assistente de direção, uma pessoa que sempre respirou teatro e foi em busca dos seus objetivos?
Como disse várias vezes, sou um "comentador" do que assisto, me faltam palavras e conhecimento técnico para aprofundar mais o que escrevo, então, o que rola sempre nesse blog é a emoção, é o que o espetáculo/filme me despertou e eu tento passar a vocês que me lêem e não uma crítica.
Importante assistir e ter espetáculos como esse em nosso roteiro cultural.
Assista! Provoque-se! Estremeça-se
Link do evento no facebook:

Lembrei de um espetáculo da mesma Cia chamado " ENCONTROS DEPOIS DA CHUVA" onde o trabalho corporal dos atores falava por si mesmo.


terça-feira, 20 de agosto de 2013

PEÇAS: NAVALHA NA CARNE E SÓ LOVE- O RETORNO


Fiquei muito feliz com o retorno de dois espetáculos produzidos e encenados por profissionais que tenho admiração e apreço: NAVALHA NA CARNE e SÓ LOVE.
 
NAVALHA NA CARNE
Após sua curta temporada em 2012 quando fez parte da mostra do Departamento de Artes Dramáticas (No qual eu tive o prazer de participar) , o espetáculo produzido pela Cia Gato & Sapato retorna para uma temporada em dias alternativos: Terça a Quinta-Feira.
Terceiro mergulho do grupo dirigido por Leandro Ribeiro no mar do mundo marginal dos textos de Plínio Marcos.
Vale conferir a montagem, a concepção, ambientação que até utiliza-se de uma "entrada alternativa" para o teatro Carlos Carvalho que eu nem sabia que existia.
Utilizar o próprio teatro e explorar suas possibilidades, suas características em prol do seu espetáculo foi o que eles fizeram muito bem.
No palco, em pouco menos de uma hora, os atores Douglas Carvalhos, Claudia Lewis e Marcello Crawshaw nos apresentam Vado, Neusa Suely e Veludo personagens desse texto clássico do teatro Brasileiro em sua boa montagem e adaptação do grupo.
 
 
Maiores informações sobre a temporada:
 
 
 
 
I LOVE, SÓ LOVE
 
No início do mês de agosto, Jotaggá, sua nova partner Denizeli Cardoso e Xico Merg retornaram com o espetáculo cômico musical SÓ LOVE, dando sequência a trajetória do projeto que contou também com Adriana Deffenti, Heinz Limaverde e Fernando Ochôa em sua concepção.
Um bom público no Teatro Bruno Kiefer cantou e gargalhou com as versões para clássicos da música romântica, clássicos da música brega e com espaço para música autoral, o que é sempre benvindo.
Torço que o projeto tenha sucesso em sua nova versão, com suas novidades!
 
Para ficar a par das novidades do projeto e saber mais informações, acesse a página no facebook:
 

segunda-feira, 19 de agosto de 2013

FUGINDO PARA VIVER - PRIMEIRAS EMOÇÕES!


Muito proveitoso o primeiro fim de semana da temporada de nosso espetáculo infantojuvenil FUGINDO PARA VIVER.
Repleto de emoções, desafios, improvisos, estresses, sorrisos, choros, enfim, típicos acontecimentos e sentimentos de quem faz teatro.

SEXTA-FEIRA 16/08 - SHOW DE ABERTURA - A Banda Salto Quântico "abriu os trabalhos" com uma hora e vinte minutos de rock autoral de qualidade. No repertório, todas as músicas que fazem parte da trilha sonora do espetáculo e algumas novidades, entre elas, a releitura de ESTADO VIOLÊNCIA, canção dos TITÃS que fazem parte do celebrado álbum CABEÇA DINOSSAURO.
Teatro lotado e a interatividade entre o jovem elenco e os músicos para começar com o pé direito a temporada. Link abaixo para assistir o início do show/primeira música

SÁBADO 17/08 - PRIMEIRO DIA - Para nossa alegria, teatro lotado, casa cheia. O pequeno Teatro Carlos Carvalho tornou-se uma caixinha mágica, a proximidade do público com os atores torna a separação entre platéia/elenco quase inexistente. Todos vivendo e vibrando juntos constantemente em uma hora de espetáculo. No final, os aplausos, o combustível que alimenta qualquer artista. Vídeo abaixo:


DOMINGO 18/08 - SEGUNDO DIA - 14 PESSOAS! SIM! Esse foi o público de domingo, em termos de quantidade de pessoas foi o menor de todos os tempos, deixando a "chateação" de lado, que é algo normal para os artistas que sempre desejam casa cheia, nossos jovens atores se empenharam, entregando um espetáculo tecnicamente superior ao da estréia, respeitando as pessoas que se deslocaram de suas casas em busca da arte espírita. 
No final, o carinho e o aplauso de sempre, mesmo em menor quantidade, sabemos que ainda estamos na temporada de semear...

FINAL DE SEMANA QUE VEM TEM MAIS: SEXTA e SÁBADO as 21hs/ DOMINGO 20hs
Ingressos antecipados: CAFETERIA ALGO A MAIS - Andradas 1560 - Subsolo Gal Malcon -
Valores: R$ 20,00 INTEIRA e R$ 10,00 - Estudantes/Clube do Assinante ZH/Idosos

sexta-feira, 16 de agosto de 2013

FUGINDO PARA VIVER - TEMPORADA AGOSTO


Hoje, dia 16/08 tendo como abertura o show de rock da Banda SALTO QUÂNTICO, iniciaremos a temporada da peça infantojuvenil FUGINDO PARA VIVER.
Adaptada do livro de Adeilson Salles, editado pela FEB (Federação Espírita Brasileira), a história fala sobre os perigos do consumo do álcool, a "droga lícita", pelos adolescentes.
Carlinhos e Pardal são dois amigos que após uma festa onde abusam do consumo do mesmo, despertam em um mundo estranho, sendo perseguidos e cobrados por seres que desconhecem, iniciando assim uma fuga em busca de respostas e de preservar a vida.
No palco, 12 jovens atores entre 14 e 19 anos, oriundos das oficinas de teatro espírita de Luis Carlos Pretto.
A peça estreou oficialmente em fevereiro deste ano, quando fez parte da programação do Porto Verão Alegre, tendo uma apresentação também na 3ª MOSTRA DE TEATRO ESPÍRITA promovida anualmente pela nossa Cia Hariboll.

Fica o convite!!!

FUGINDO PARA VIVER
De 16/08 a 1º/09 - Sextas e Sábados 21hs/ Domingo 20hs
TEATRO CARLOS CARVALHO, 2º Andar C.Cultura Mário Quintana - POA/RS
Rua dos Andradas, 736

ELENCO:
Amanda Gatti, Amanda Hamermuller, Bolívar D'Andrea, Daniel Tochetto, Eduardo Camargo, Erick Chagas, Francy Nunes, Juliana Pretto, Julio Estevan, Lucas Furno, Márcio Silverio, Otávio Henrique e Viviane Alves

ADAPTAÇÃO e DIREÇÃO:
Luis Carlos Pretto

ASSISTENTE DE DIREÇÃO:
Melissa Monteiro

TRILHA SONORA ORIGINAL:
Banda SALTO QUÂNTICO

PRODUÇÃO:
Allex Manzônia, Adeilson Salles, Gabriela Monteiro, Melissa Monteiro e Luis Carlos Pretto

REALIZAÇÃO:
HARIBOLL PRODUÇÕES ARTÍSTICAS LTDA


Ingressos antecipados:
CAFETERIA ALGO A MAIS - Andradas 1560 - Subsolo Gal. Malcon
R$ 20,00 - Inteira / R$ 10,00 - Clube ZH/Idosos/Estudantes
Ingressos no local:
R$ 25,00 - Inteira/ R$ 20,00 - Professores/R$ 12,50 - Clube ZH/Estudantes/Idosos

Maiores informações:
contato@ciahariboll.com.br - www.facebook.com/ciaharibolldeteatro - F: (51) 84146380

VÍDEO  COM A MÚSICA TEMA DA PEÇA

quarta-feira, 14 de agosto de 2013

E SE O ESPIRITISMO FOSSE UMA FRAUDE???


Dias desses fui tomado de surpresa por uma indagação de um amigo:
- Pretto e se um dia fosse revelado e comprovado ao mundo que o espiritismo é uma fraude? Um conto da carochinha. Que Allan Kardec fosse simplesmente um pesquisador e romancista que inspirou vários outros da sua época e das épocas posteriores. Sabedores do grande interesse da humanidade no assunto "quem sou, para onde vou" teriam encontrado ali uma fonte inesgotável de riqueza, de status. Se fosse comprovado que nós seres vivos fossemos somente corpo e após a morte tudo se extinguiria, com que cara tu ficarias ao anunciar aos quatro ventos que és espírita e que a tua arte é fundamentada nisso?

Surpreso com a pergunta em um evento que não nos permitiria muito tempo para debates, lembrei automaticamente do nosso querido Chico Xavier.
- Ok, então, pegamos por exemplo o maior médium da história da humanidade, o nosso brasileiro Chico Xavier, maior símbolo no espiritismo no Brasil. Vamos remover todo a doutrina espirita da vida dele. o Que restaria? Caridade material doando e conseguindo recursos para milhares de pessoas menos afortunadas. Caridade moral, amparando e enxugando as lagrimas e dores de pessoas em sofrimento com sua atenção, seu carinho, suas lições (Sem uma linha de psicografia, ou você acha que ele psicografava e falava de espiritismo com cada pessoa que encontrava? Não. Ele ouvia, abraçava, cumprimentava).
Uma noção incrível de respeito aos animais, a todas as religiões e não-religiões, um exemplo de ser humano. 
O que restaria:  "apenas" AMOR
Ah...Teríamos também, ignorando-lhe a mediunidade, UM DOS MAIORES ESCRITORES DO MUNDO, UM GÊNIO, UM PRÊMIO NOBEL DE LITERATURA E DE OUTRAS ÁREAS QUE SUAS OBRAS COMPROVAM.


O assunto foi encerrado ali, mas ficou aquele desejo de "quero mais" pois um debate de idéias sadio é muito bem-vindo sempre. A conversa ficou ainda muito tempo em minha mente, quem de nós após uma conversa não ficou pensando que teria muito mais a falar e lamentou não tivesse ocorrido na hora. Pois eu pensei com os meus botões:

- Se eu descobrisse que o espiritismo fosse uma fraude, o que me restaria?

O gosto pelo estudo, a fé raciocinada, o raciocínio que nos guia por toda a existência, não permitindo que aceitemos quaisquer blablablá como guia de conduta. A disciplina, o gosto pelos livros, o respeito por todas as manifestações religiosas, a eliminação da palavra "pecado" do dicionário, o livre-arbítrio, o cuidado com o meu corpo abstendo-me da carne e do álcool, o entendimento que a morte é um processo natural assim como o nascimento, que existe a caridade moral  e a caridade material para os carentes de todos os tipos, a importância de manter pensamentos elevados a fim de que tornem-se ações voltadas para o bem, evitando na medida do possível ações negativas, o exercício da paciência, a importância do trabalho, da preservação do meio ambiente, do respeito aos idosos, as crianças, ao teu próximo não fazendo a ele o que não gostaria que fosse feito a você. Teria aprendido que além de mestre, Jesus é um grande irmão e muito próximo de nós e do Pai Maior, e lembrar com carinho dos "Clubes sociais" que frequento e frequentei (casa espírita) , que me trouxe tantos, tantos amigos que preencheram e preenchem minha existência. 
E por fim...Restaria o meu trabalho, meu ganha pão, minha arte que permaneceria atraindo pessoas como uma "boa obra de ficção!"
Se o espiritismo fosse uma "fraude", um "conto da carochinha", "um conjunto de autores inspirados" e "milhares de seguidores fanáticos" suas ações concretas que visaram e visam o bem e a evolução de todos, por si só, desmentiriam tudo isso.
A ARVORE BOA É RECONHECIDA PELOS SEUS FRUTOS, se fosse uma fraude, o "artista" Kardec teria feito uma ÁRVORE DE PAPELÃO, DE VIDRO, DE ARGILA que não dá frutos e apenas serve de enfeite, de arte e de curiosidade.
Espiritismo é ação e seus frutos estão aí bem visíveis para quem tem olhos de ver.
Tudo isso resume-se a uma palavra: AMOR

Uma pessoa pode tranquilamente viver sem ter uma religião, mas não consegue viver sem AMOR

PS. E cada vez que paro para pensar nos assuntos, meus argumentos bem fundamentados aumentam, não que eu precise ou queira convencer meu amigo ou qualquer outra pessoa, mas são tantas coisas concretas que precisariam de bons dias de conversa.

segunda-feira, 12 de agosto de 2013

AS MULHERES QUE AMAVAM GAINSBOURG


Foi uma curta temporada com gosto de "quero mais!".
AS MULHERES QUE AMAVAM GAINSBOURG é um projeto com direção geral de Bob Bahlis que vem sendo apresentado em vários locais em formatos diferentes ( Feira do livro, prêmio açorianos entre outros) e que em um final de semana ganhou sua versão (definitiva?) em forma de um espetáculo teatro-musical.
Quem cresceu nos anos setenta não teve como passar imune as músicas francesas que faziam aqui também sucesso vendendo muitos discos e sendo tocada nas rádios e em alguns programas de tv,  como por exemplo a pop  ALINE (Christophe) entre muitas outras.
GAINSBOURG cuja grande maioria desconhece de quem se trata é o autor da música mais sensual/sexual de todos os tempos e que até hoje é reconhecida e anexada a qualquer mensagem/comercial que trata de sexo e paixão: je t'aime moi non plus
Basta a introdução da música para todos reconhecê-la.
Para nossa alegria esse projeto que foi muito feliz em sua realização nos trouxe e (re) apresentou Gainsbourg e sua música para o público gaúcho.
No palco, os atores encenam a noite da morte do artista, na qual ele é tomado por delírios sobre sua trajetória.
Famoso pelos excessos de bebida, na madrugada de 2 de março de 1991, Serge Gainsbourg em franca decadência assiste televisão em seu apartamento. A esperada visita de uma antiga companheira o leva a reminiscências de sua carreira, polêmicas e amores misturando alucinações alcoólicas com lembranças, música, dança e a programação de TV.
Assim, ele reencontra as mulheres que marcaram a vida dele, incluindo Marilou, interpretada por Carolina Diogo, que é imaginária e foi criada para o disco “L'Homme à tête de chou”, de 1976, com ela ele "troca idéias" e relembra sua trajetória, desde a primeira canção de sucesso e o que vemos é um desfile de belas interpretações das canções traduzidas para o português em pouco mais de uma hora de espetáculo.
Fiquei muito feliz com o que assisti, ver colegas afinados, empenhados, e nos proporcionando mais um ótimo momento que só a arte pode dar para a nossa vida. Como gostaria que esse espetáculo na medida do possível continuasse e que mais pessoas pudessem assisti-lo e (re) conhecer Gainsbourg.
Direção: Bob Bahlis
Elenco: Boni Rangel, Carolina Diogo, Cínthya Verri, Cristiano Godinho,Danniel Coelho, Eliana Guedes, Fabíola Barreto, Jordan Martini, Leo Ferlauto e Martha Brito
Participação Especial: Salvador Avila

Assista também o filme: GAINSBOURG, O HOMEM QUE AMAVA AS MULHERES
Abaixo o vídeo de uma das várias músicas dele que eu não conhecia e fiquei fascinado ao assistir no palco:
THE INITIALS BB
A MAIS CONHECIDA ATÉ HOJE
A FAMOSA CANÇÃO: ALINE


.

sexta-feira, 9 de agosto de 2013

PAULO E ESTEVÃO - CAXIAS DO SUL/RS 1º AGOSTO 2013


CARTAZ DO EVENTO

Com o grande empenho da equipe do Centro Espírita ALUNOS DO BEM, o apoio do movimento espírita de Caxias do Sul e da comunidade em geral, tivemos a oportunidade de subir a serra e nos apresentar.
O local onde ocorreu a apresentação de nossa adaptação do livro PAULO E ESTEVÃO foi o pavilhão 2 da tradicional FESTA DA UVA, onde para nossa imensa alegria havia um público superior a mil pessoas.
Tudo ocorreu de forma tranquila e bem organizada pelos valorosos trabalhadores locais que contaram também com a participação do belo coral da UNIMED em seu evento artístico.
Ao contrário da semana anterior onde o frio congelou o Estado, tivemos a tranquilidade de atuar em um clima delicioso em torno de 20º no momento da peça as 20h.30 min.
Como não poderia ser diferente, o corre-corre para ajustar os últimos detalhes, lidando com os imprevistos, causaram muito suor, cansaço e dor de cabeça.
E também como não poderia ser diferente, ao final da apresentação, os sorrisos, as lágrimas e os aplausos foram o grande presente, a recompensa para todo o esforço destinado a realização desse evento.
Como de costume, sou o arauto da Cia Hariboll, tenho como hábito ir para a cidade onde nos apresentaremos um dia antes. Gosto de viver um pouco o local, sentir o clima, ficar em ritmo de concentração, conectar minha mente, minhas energias, estar familiarizado o máximo possível em todos os aspectos.
O restante da turma saiu de Porto Alegre (Com um sol escaldante) as 15.30 e tranquilamente chegaram ao local próximo das 18hs, onde puderam circular pelo parque, tirar fotos e desfrutar um pouquinho do belo local onde ficam os pavilhões, onde podem apreciar uma vista incrível da cidade.
O espetáculo desenvolveu-se de forma satisfatória e o dia 1º de agosto de 2013 encerrou-se como mais uma bela página no livro da nossa Cia Hariboll de teatro.
Nosso muito obrigado pela oportunidade e parabéns a todos!

As atividades do 58º aniversário
Cultura, estudo e ação social


Trecho final da apresentação





quinta-feira, 8 de agosto de 2013

WOLVERINE IMORTAL - LEGAL!

 
Terceiro filme de 2013 tendo como protagonista um super-herói consagrado chegou ás telas trazendo boas impressões.
Homem de Ferro, consagrado nos dois últimos filmes e no dos Vingadores, teve seu 3º massacrado pela crítica e odiado pelos fãs mais xiitas, eu adorei pela diversão.
Homem de Aço, dividiu opiniões, mas foi um ótimo recomeço do Superman nas telas, eu gostei!
Wolverine Imortal é a sexta "aparição" do herói mutante canadense nas telas, e a melhor!
Passado o susto de seu filme solo anterior (fraco!) e de suas boas aparições nos filmes dos x-men, o personagem tem sua melhor performance desde que foi apresentado nas telas de cinema por intermédio do ótimo Hugh Jackman.
O filme se passa pouco tempo depois do último filme dos mutantes. Atormentado pelas lembranças de Jean Grey (Fênix) que ele teve que sacrificar para salvar o mundo, ele agora vive isolado nas montanhas geladas do Canadá.
Após muito tempo sem utilizar suas garras, em sua única ação como um "soldado do bem" em um bar, ele acaba descoberto, encontrado por uma misteriosa personagem que alega estar a sua procura á muitos anos em uma missão que lhe foi dada pelo seu patrão.
Wolverine viaja até o Japão para reencontrar um homem a beira da morte, cuja vida ele salvou na segunda guerra. O Homem, alegando entender a dor de um ser que nunca envelhece, nunca morre, lhe oferece a "mortalidade", ou seja, o antídoto para que o herói tenha uma vida normal e que ela um dia cesse, como a dos seus entes queridos.
Lá, ele conhece Mariko seu amor, conhece a dor, perde o fator de cura e precisa lutar contra a máfia japonesa e outros "inimigos ocultos" que vão se revelando na sequência da trama.
O que vem a seguir é muita ação, traição, humor e uma pitadinha de romance.
A trama é "levemente" inspirada na série dos quadrinhos "Eu, Wolverine" de Chris Claremont e Frank Muller, então, se for comparada literalmente, vai incomodar! Se visto como um filme solo do mutante canadense, o pessoal vai gostar.
A cereja do bolo é a cena adicional que aparece após os créditos (Quem saiu antes não vai se perdoar nunca!!) Que apresenta o encontro de Logan com "dois velhos amigos" e indica o que virá pela frente no próximo filme: X-MEN - Dias de um futuro esquecido

terça-feira, 6 de agosto de 2013

PIPOCAS DE PAPIRO


PIPOCAS
Doces (ou salgadas) sempre são bem vindas e combinam com entretenimento, momentos bons de lazer com a família e amigos. Quando feitas com carinho e cuidado, tornam-se mais saborosas ainda.
Gostoso como um bom pacote de pipocas é essa peça teatral.
Pelo que eu sei, a Cia Déjá-vú "namora" o texto há no mínimo dois anos e já vinha tentando materializar esse novo espetáculo que estreou na última sexta-feira 1º de agosto.
PIPOCAS DE PAPIRO é o irmão caçula do espetáculo jovem ADOLESCER.
Como é filho dos mesmos pais, tem muitas semelhanças com seu irmão mais velho, recebe influência dos primos e do meio que foi criado, porém, como qualquer ser independente, tem suas próprias características que permitem que ele seja reconhecido e conte sua própria história sem estar á sombra de ninguém.
A peça é entretenimento puro que conta com um belo visual no seu todo (Cenografia, figurinos, maquiagens,adereços, luz) e a trilha sonora original e seus efeitos que conduzem muito bem a história em seus momentos de coreografia (ótimas), de humor e suspense.
O elenco na maioria é composto por jovens atores do espetáculo Adolescer, que emprestam muito bem seus corpos e energias ao que os personagens pedem. Temos a volta da Diretora Vanja divertindo-se ao lado dos "pupilos", de Antônio Rabadan e do sempre impagável João Carlos Castanha que "rouba" a cena, cada vez que aparece com o seu afetadíssimo Faraó Zut - Zut.
Assim como o seu "irmão" mais velho, PIPOCAS "abre os trabalhos" com uma coreografia, obtendo um ótimo resultado contendo música autoral interpretada pelos artistas, até ser entregue á trama propriamente dita.
Elementos da atualidade (Internet, celulares, gírias) são transportadas ao passado no texto de Ricardo Mack Filgueiras, ( Escrita em 1975, encenada pela primeira vez em 1976) atualizado pela diretora, resultando em uma hora de bom entretenimento.
Não é um "ADOLESCER NO EGITO" é um espetáculo com suas próprias características que vai seguir o seu caminho, proporcionando ao público jovem e em geral, esse contato com o mundo fantástico dos faraós, das pirâmides, das múmias, dos papiros, das balas de lótus em uma peça com cheirinho e gosto de pipoca...Das boas!

PS. No hall de entrada do teatro há uma tenda com vários produtos para o público levar como lembrança do espetáculo, que vão desde balas de lótus, incensos, até papiros.

FICHA TÉCNICA
Texto Original: Ricardo Mack Filgueiras
Adaptação e direção: Vanja Ca Michel
Elenco: Ana Paula Schneider, Ane Troian, Anderson Vieira, Emílio Farias, Joana Troian, Júlia Brunelli, Julia Bach, Juliana Preto, Julia Troian e Rafael Ewald. Participação especial de Antonio Rabadan, João Carlos Castanha e Vanja Ca Michel
Direção Musical e Trilha Sonora Original: Ricardo Severo
Direção de Arte, Cenografia, Figurinos, Adereços: Antonio Rabadan
Cenotécnico: Valdir Rublesque
Desenho de luz: Moa Junior e José Antônio Souza Carvalho (Zé)
Coreografias: Flávio Cruz
Preparação vocal: Pedro Spohr
Vocais: Elenco e participação especial de Pedro Spohr e Ricardo Severo
Locução: Luiz Carlos Sadówski
Produção: Vanja Ca Michel e Moa Junior
Realização: Cia Déjà-vu – Porto Alegre





segunda-feira, 5 de agosto de 2013

MEU MALVADO FAVORITO 2


 Desde que a PIXAR mostrou o "caminho", as outras produtoras e estúdios concorrentes largaram os desenhos animados convencionais de 2D e se aventuraram também na animação computadorizada nos trazendo bons e péssimos filmes, nem de longe mantendo a regularidade do estúdio nº 1 nesse quesito, a já citada PIXAR com seus históricos: TOY STORY, NEMO, MONSTROS,CARROS,UP e etc.
Porém, acontecem acertos e óbvio que por menos que se deixe uma margem á uma continuação, o dinheiro chama e em seguida vem novos filmes. (A própria PIXAR, agora propriedade da DISNEY, anda arriscando seu pescocinho, mas por ora, até nas continuações está se dando bem).
MEU MALVADO FAVORITO era mais um desses filmes que são colocados ás pencas nas telas, na minha opinião era um filme apenas regular e não me chamou muita atenção. Por esse motivo, fugi um pouco de assistir a continuação, tentando "driblar" meus filhos e apontar-lhes outros caminhos.
Não durou muito, fui com eles fazer esse "sacrifício", preparado para dormir, se fosse o caso.
O filme não deixa de ser uma continuação divertida para as crianças e adultos que apreciaram o primeiro e seus personagens.
A idéia de que o personagem (ex-vilão) agora ajude uma organização secreta a deter um vilão perigoso, já foi vista em dezenas de filmes e desenhos que o sucederam, mas a idéia juntamente com o possível par romântico do Sr. Gru, faz a continuação manter um bom padrão de entretenimento.
Apesar dos roteiros sempre parecerem "requentados", a tecnologia impressa nesses novos filmes é de encher os olhos, os personagens cada vez mais perfeitos, os movimentos, os ângulos de câmera e o humor cheio de gags visuais e citações no seu enredo, onde também a PIXAR sempre vai ser uma referência.
Os MINIONS são os protagonistas no quesito humor (Que me lembram muito os LUMPA LUMPAS da Fantástica fábrica de chocolates e os irmãos tatu-bola de VIDA DE INSETO).
Uma boa dose de ação, humor e mistério quando Gru e seu affair tentam descobrir qual o vilão por trás de um perigoso plano para destruir a terra (de novo!).
No final, simpatizei com o filme, as crianças (e muitos adultos) adoraram e a vida segue!! (E uma continuação? Não duvidem!).
Muitos diriam: "As crianças adoraram, isso que importa". Concordo, mas não nos custa levar elas para assistir outras coisas não é mesmo? Animações como AVENTURAS DE CHIRIRO e outros tantos.
Sim, citei a PIXAR muitas vezes!! Porém, mesmo fã do estúdio, eu tenho horror a monopólios sejam quais forem e fico feliz que estúdios novos como a ILUMINATION ENTERTAINMENT estão aí mostrando suas idéias e projetos.
UMPA LUMPAS/LUMPA LUMPAS/OMPA LUMPAS

OS IRMÃOZINHOS DE "VIDA DE INSETO"

 chiCHIHIRO